Em abril, o grupo Jovens Comunicadores iniciou uma ação de comunicação popular voltada para as comunidades e favelas para fomentar o acesso a informações sobre direitos, saúde e prevenção ao COVID-19, com o apoio de diversas organizações sociais, universidade pública e governo municipal.

Agora a ação se expandiu! São 500 jovens atuando em 40 comunidades, que ao longo de 3 meses, receberão formações em comunicação, saúde e direitos e formarão uma rede de comunicação comunitária que alcançará mais de 100 mil pessoas.

Neste novo ciclo, novas organizações se somam ao propósito de ampliar oportunidades para jovens de regiões periféricas.

Além da BemTV, IJCA, FIOCRUZ, Intervozes, “Ainda não pensei” – Jornal do Preventório, Orquestra de Cordas da Grota, Projeto Grael, Saúde Coletiva – UFF, Comunicação – UFF e Secretaria Municipal de Niterói, se somam CCJC, África em Nós, Matrizes que Fazem, Axé Bambuzal, Sagrada Família Niterói, Isoporzinho da Prevenção, Coletivo Ponte Cultural, BEM – Biblioteca do Engenho do Mato, Casa Reviver e CEABIR, Instituto de Saúde Coletiva – UFF, com apoio da Lei de Incentivo à Cultura, FIOCRUZ e Missão em Foco.

Todos juntos por uma comunicação popular, porque fake news também faz mal à saúde!

Um comentário sobre “Jovens Comunicadores 500+”

Os comentários estão desativados.