Inscrições abertas para a Agência Jovens Comunicadores

Estão abertas novas inscrições para a Agência Popular Jovens Comunicadores!


Agência Popular Jovens Comunicadores é um núcleo jornalístico de produção de conteúdo, que dá continuidade à formação Jovens Comunicadores; e que se expressa através das linguagens de texto, audiovisual, fotografia, artes gráficas e podcast. A agência é um coletivo de comunicação popular feito por e para Jovens Comunicadores de comunidades periféricas, a partir da perspectiva comunitária, que tem entre os objetivos disputar narrativas e construir uma ideia própria sobre os temas relevantes para as comunidades, em especial para a juventude negra e periférica. Os jovens desenvolvem materiais de comunicação sobre as pautas definidas pelo coletivo. A produção de conteúdo é organizada a partir de quatro editorias, que abordam temas específicos dentro de cada pauta:


DCAJ: Editoria formada em parceria com o CMDCA (Conselho Municipal de Direitos de Crianças e Adolescentes), que trata justamente de divulgar os direitos das crianças, adolescentes e jovens, fazendo cobertura das pautas municipais sobre as políticas públicas e contribuindo para que os jovens da cidade conheçam os seus direitos.


NO CORRE: Quem não está no perfil, está no corre; essa editoria consiste na produção de conteúdos que investigam o corre, as ocupações, afazeres e produções profissionais e/ou artísticas de alguma pessoa conhecida em seu território/bairro pelo trabalho que faz, seja por vocação ou por ter sido excluído do mercado de trabalho formal devido ao preconceito e exclusão. Divulga as histórias de vida e trajetórias profissionais de pessoas de referência nos territórios ou na pauta abordada, investigando qual sua história de vida e como a pessoa se envolveu com esse tema/trabalho.


CULTURA VIVA: A Cultura Viva é a Cultura do nosso dia a dia, que está sempre em construção e transformação, menos ligada aos objetos históricos (obras de arte e museus, por exemplo) e mais próxima das pessoas que fazem acontecer e dos locais em que o Estado nem sempre está tão presente. Nosso objetivo é fazer com que as pessoas, quando pensem na cultura da nossa cidade, não
pensem apenas nos pontos turísticos e nas fotos de blogueires do Instagram, mas sim na cultura popular, que acontece viva na cidade pela juventude, por populações periféricas e em memória do território. 


SaCa | SAÚDE e EDUCAÇÃO: Segundo a Organização Mundial da Saúde, a saúde pode ser entendida, num conceito mais amplo, como um estado de completo bem-estar físico, mental e social, o que inclui alimentação, habitação, educação, renda, meio ambiente, trabalho, transporte, emprego, lazer, liberdade, acesso e posse da terra e acesso aos serviços de saúde como condições necessárias para se garantir a saúde. Nessa editoria investigamos se/como/por quem esses direitos estão sendo assegurados dentro da nossa rede e, caso não estejam, o que pode ser feito para amenizar esta situação. Além disso, pretendemos como editoria relatar nossas próprias experiências como moradores de comunidades, mostrando como fazemos para sobreviver e como temos lidado com as questões envolvendo a saúde e a educação da população como um todo. O objetivo é tratar da realidade, mas a partir de nós, que vivenciamos cada impasse. Somos uma editoria voltada para a comunicação popular, logo, nosso foco está relacionado aos interesses da nossa comunidade. Acreditamos que cada indivíduo deve entender melhor sua posição social, para que se veja como participante de uma sociedade democrática, que deveria ser igualitária, mas não é. Queremos que cada pessoa dentro desse coletivo consiga adquirir mais
conscientização do seu poder e dos possíveis posicionamentos que ela pode tomar perante a sua realidade.

Para 2023, a Agência Popular convoca os Jovens Comunicadores que passaram pela formação para participar da nossa equipe de produção de conteúdos. Fique atento nas informações abaixo sobre os requisitos de participação!

  • Essa inscrição é exclusiva para Jovens Comunicadores que já participaram das formações ao longo de 2020, 2021 e 2022;
  • A duração da participação de cada Jovem Comunicador na Agência Popular será de 3 meses;
  • A carga horária de dedicação é de 15 horas semanais, parte delas em reuniões remotas/online ao vivo (diariamente das 17h às 19h) e parte para a produção dos conteúdos (assíncrona);
  • Serão realizados encontros presenciais na sede na Bem TV (Rua Cotrim da Silva nº 4) no centro de Niterói, em sedes de organizações parceiras do projeto ou espaços culturais e educativos, em datas a definir, a depender das condições sanitárias e recomendações dos órgãos de saúde;
  • Cada participante do projeto terá direito a uma bolsa auxílio mensal no valor de R$300 reais.
  • A não participação em pelo menos 50% das atividades previstas no cronograma, seja por falta ou por não realizar as entregas da agência no prazo, implicará no desligamento do Jovem Comunicador do projeto, mesmo que antes do término do ciclo de atividades.


Cronograma: 
As inscrições para o próximo ciclo (16 de fevereiro a 05 de maio de 2023) estarão abertas de 25/01/23 até o dia 02/02/2023; 
No período de 08/02/23 a 13/02/23, os jovens pré-selecionados serão convocados para uma entrevista online.
A divulgação dos Jovens Comunicadores selecionados será feita no dia 14/02/23;
As atividades começam no dia 16 de fevereiro (quinta-feira) com uma aula inaugural.


Para se inscrever, preencha o formulário disponível no link
https://forms.gle/HvviQaEe46tCYYkY6

Nele você deve preencher seus dados pessoais, indicar em qual formação você participou e relatar o que significa para você ser um Jovem Comunicador. Esse relato é o principal material que vamos usar na seleção, capricha!

COMPARTILHAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

CATEGORIAS

Veja também

Meu lugar

O morro do Preventório, localizado no bairro de Charitas, é